Certificação de produtos e serviços


A certificação de produtos e serviços é uma atividade realizada por uma entidade independente, acreditada por um órgão certificador. Seu objetivo é verificar a conformidade em relação a um padrão estabelecido.

O objetivo da certificação é a garantia da qualidade de tais produtos e serviços e sua condução em cada país é organizada por uma instituição determinada.

Assim, temos alguns elementos necessários para se atingir o objetivo da certificação:

  1. Organismo nacional responsável pelas políticas de metrologia;

  2. Organismo responsável pela elaboração de normas técnicas;

  3. Organismos acreditados pelo Organismo nacional, para realização da certificação;

  4. Laboratórios acreditados para a realização de ensaios e análises.

No Brasil, o organismo responsável pelas políticas nacionais de metrologia é o INMETRO. A Associação Brasileira de Normas Técnicas, ABNT, é a responsável pela elaboração das normas nacionais, ou adaptação das normas internacionais à realidade brasileira. Além disto, o INMETRO é responsável por acreditar os organismos certificadores e laboratórios.

E, além das normas nacionais, o INMETRO possui diversos acordos internacionais para acreditação mútua, ou seja, que os certificados emitidos em país com o qual mantenha acordo também possuam validade no território brasileiro, e vice-versa. Mais informações podem ser obtidas em:

http://www.inmetro.gov.br/credenciamento/reconhecimentointer.asp

Para os Sistemas de Detecção e Alarme de Incêndio, a ABNT mantém um comitê específico para elaboração das normas nacionais relativas a esta área, a CB-24. As principais normas emitidas e referências nacionais são:

Normas Brasileiras emitidas pela ABNT

ABNT NBR ISO 7240-1:2008

Sistemas de Detecção e alarme de incêndio

Parte 1: Generalidades e definições

ABNT NBR ISO 7240-2:2012

Sistemas de Detecção e alarme de incêndio

Parte 2: Equipamentos de controle e de indicação

ABNT NBR ISO 7240-3:2015

Sistemas de Detecção e alarme de incêndio

Parte 3 - Dispositivos de alarme sonoro

ABNT NBR ISO 7240-4:2013

Sistemas de Detecção e alarme de incêndio

Parte 4: Fontes de Alimentação

ABNT NBR ISO 7240-5:2014

Sistemas de detecção e alarme de incêndio

Parte 5: Detectores pontuais de temperatura

ABNT NBR ISO 7240-7:2015

Sistemas de Detecção e alarme de incêndio

Parte 7: Detectores pontuais de fumaça utilizando dispersão de luz ou ionização

ABNT NBR ISO 7240-11:2012

Sistemas de Detecção e alarme de incêndio

Parte 11: Acionadores manuais

ABNT NBR ISO 7240-20:2016

Sistemas de detecção e alarme de incêndio

Parte 20: Detectores de fumaça por aspiração

ABNT NBR ISO 7240-23:2016

Sistemas de detecção e alarme de incêndio

Parte 23: Dispositivos de alarme visual

ABNT NBR ISO 7240-25:2016

Sistemas de detecção e alarme de incêndio

Parte 25: Componentes utilizando meios de transmissão por rádio

ABNT NBR 15981:2011

Sistemas de segurança contra incêndio em túneis — Sistemas de sinalização e de comunicação de emergências em túneis

ABNT NBR 17240:2010

Sistemas de Detecção e alarme de incêndio – Projeto, instalação, comissionamento e manutenção de Sistemas de Detecção e alarme de incêndio – Requisitos

Corpo de Bombeiros

Além disto, no âmbito da prevenção contra incêndio no Brasil, ainda existem as normas técnicas específicas de cada estado, aplicável ao respectivo Corpo de Bombeiros:

Corpo de Bombeiros do Paraná

Normas e legislação do Corpo de Bombeiros do Paraná

Instrução Técnica para detecção de incêndio do Corpo de Bombeiros do Paraná

Corpo de Bombeiros de Santa Catarina

Normas e legislação do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina

Instrução Técnica para detecção de incêndio do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina

Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Sul

Normas e legislação do Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Sul

Instrução Técnica para detecção de incêndio do Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Sul

Corpo de Bombeiros de São Paulo

Normas e legislação do Corpo de Bombeiros de São Paulo

Instrução Técnica para detecção de incêndio do Corpo de Bombeiros de São Paulo

Corpo de Bombeiros de Minas Gerais

Normas e legislação do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais

Instrução Técnica para detecção de incêndio do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais

Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro

Normas e legislação do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro

Instrução Técnica para detecção de incêndio do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro

Corpo de Bombeiros do Espírito Santo

Normas e legislação do Corpo de Bombeiros do Espírito Santo

Instrução Técnica para detecção de incêndio do Corpo de Bombeiros do Espírito Santo

Corpo de Bombeiros de Goiás

Normas e legislação do Corpo de Bombeiros doe Goiás

Instrução Técnica para detecção de incêndio do Corpo de Bombeiros doe Goiás

Corpo de Bombeiros do Mato Grosso

Normas e legislação do Corpo de Bombeiros do Mato Grosso

Instrução Técnica para detecção de incêndio do Corpo de Bombeiros do Mato Grosso

Corpo de Bombeiros do Mato Grosso do Sul

Normas e legislação do Corpo de Bombeiros do Mato Grosso do Sul

Instrução Técnica para detecção de incêndio do Corpo de Bombeiros do Mato Grosso do Sul

Corpo de Bombeiros do Tocantins

Normas e legislação do Corpo de Bombeiros do Tocantins

Instrução Técnica para detecção de incêndio do Corpo de Bombeiros do Tocantins

Corpo de Bombeiros de Rondônia

Normas e legislação do Corpo de Bombeiros de Rondônia

Instrução Técnica para detecção de incêndio do Corpo de Bombeiros de Rondônia

Corpo de Bombeiros do Acre

Normas e legislação do Corpo de Bombeiros do Acre

Instrução Técnica para detecção de incêndio do Corpo de Bombeiros do Acre

Corpo de Bombeiros do Amapá

Normas e legislação do Corpo de Bombeiros do Amapá

Instrução Técnica para detecção de incêndio do Corpo de Bombeiros do Amapá

Corpo de Bombeiros de Roraima

Normas e legislação do Corpo de Bombeiros de Roraima

Instrução Técnica para detecção de incêndio do Corpo de Bombeiros de Roraima

Corpo de Bombeiros do Amazonas

Normas e legislação do Corpo de Bombeiros do Amazonas

Instrução Técnica para detecção de incêndio do Corpo de Bombeiros do Amazonas

Corpo de Bombeiros do Pará

Normas e legislação do Corpo de Bombeiros do Pará

Instrução Técnica para detecção de incêndio

Corpo de Bombeiros do Ceará

Normas e legislação do Corpo de Bombeiros do Ceará

Instrução Técnica para detecção de incêndio do Corpo de Bombeiros do Ceará

Corpo de Bombeiros do Piauí

Normas e legislação do Corpo de Bombeiros do Piauí

Instrução Técnica para detecção de incêndio do Corpo de Bombeiros do Piauí

Corpo de Bombeiros do Maranhão

Normas e legislação do Corpo de Bombeiros do Maranhão

Instrução Técnica para detecção de incêndio do Corpo de Bombeiros do Maranhão

Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Norte

Normas e legislação do Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Norte

Instrução Técnica para detecção de incêndio do Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Norte

Corpo de Bombeiros da Paraíba

Normas e legislação do Corpo de Bombeiros da Paraíba

Instrução Técnica para detecção de incêndio do Corpo de Bombeiros da Paraíba

Corpo de Bombeiros de Pernambuco

Normas e legislação do Corpo de Bombeiros de Pernambuco

Instrução Técnica para detecção de incêndio do Corpo de Bombeiros de Pernambuco

Corpo de Bombeiros de Sergipe

Normas e legislação do Corpo de Bombeiros de Sergipe

Instrução Técnica para detecção de incêndio do Corpo de Bombeiros de Sergipe

Corpo de Bombeiros de Alagoas

Normas e legislação do Corpo de Bombeiros de Alagoas

Instrução Técnica para detecção de incêndio do Corpo de Bombeiros de Alagoas

Corpo de Bombeiros da Bahia

Normas e legislação do Corpo de Bombeiros da Bahia

Instrução Técnica para detecção de incêndio do Corpo de Bombeiros da Bahia

Corpo de Bombeiros do Distrito Federal

Normas e legislação do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal

Instrução Técnica para detecção de incêndio do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal

Normas internacionais emitidas pela ISO e base para as normas brasileiras

A ISO, International Standard Organization, é uma rede de institutos nacionais de padronização de mais de 160 países, com um membro por país, e com uma Secretaria Central em Genebra, na Suíça, que coordena o sistema. A ABNT é o representante do Brasil junto à ISO.

Também, é uma organização não-governamental que faz uma ponte entre os setores público e privado. Por um lado, muitos de seus institutos membros fazem parte da estrutura governamental de seus países, ou são controlados pelo governo. Por outro lado, outros membros têm suas raízes exclusivamente no setor privado, tendo sido criados por parcerias nacionais de associações do setor.

Portanto, a ISO permite que um consenso seja alcançado em soluções que atendam tanto as necessidades de negócio e as necessidades mais amplas da sociedade.

Em relação aos Sistemas de Detecção e Alarme de Incêndio, a ABNT participa do Comitê Técnico TC21/SC3 (Fire detection and alarm systems), sendo que as normas brasileiras mais atuais são baseadas na série ISO 7240.

A relação a seguir refere-se às normas internacionais ISO já publicadas:

Standard and/or project

ISO 7240-1:2005

Fire detection and alarm systems -- Part 1: General and definitions

ISO 7240-2:2003

Fire detection and alarm systems -- Part 2: Control and indicating equipment

ISO 7240-3:2010

Fire detection and alarm systems -- Part 3: Audible alarm devices

ISO 7240-4:2003

Fire detection and alarm systems -- Part 4: Power supply equipment

ISO 7240-5:2012

Fire detection and alarm systems -- Part 5: Point-type heat detectors

ISO 7240-6:2011

Fire detection and alarm systems -- Part 6: Carbon monoxide fire detectors using electro-chemical cells

ISO 7240-7:2011

Fire detection and alarm systems -- Part 7: Point-type smoke detectors using scattered light, transmitted light or ionization

ISO 7240-8:2007

Fire detection and alarm systems -- Part 8: Carbon monoxide fire detectors using an electro-chemical cell in combination with a heat sensor

ISO/TS 7240-9:2006

Fire detection and alarm systems -- Part 9: Test fires for fire detectors

ISO 7240-10:2012

Fire detection and alarm systems -- Part 10: Point-type flame detectors

ISO 7240-11:2011

Fire detection and alarm systems -- Part 11: Manual call points

ISO 7240-12:2006

Fire detection and alarm systems -- Part 12: Line type smoke detectors using a transmitted optical beam

ISO 7240-13:2005

Fire detection and alarm systems -- Part 13: Compatibility assessment of system components

ISO/TR 7240-14:2003

Fire detection and alarm systems -- Part 14: Guidelines for drafting codes of practice for design, installation and use of fire detection and fire alarm systems in and around buildings

ISO 7240-15:2004

Fire detection and alarm systems -- Part 15: Point type fire detectors using scattered light, transmitted light or ionization sensors in combination with a heat sensor

ISO 7240-15:2004/Cor 1:2005

ISO 7240-16:2007

Fire detection and alarm systems -- Part 16: Sound system control and indicating equipment

ISO 7240-17:2009

Fire detection and fire alarm systems -- Part 17: Short-circuit isolators

ISO 7240-18:2009

Fire detection and alarm systems -- Part 18: Input/output devices

ISO 7240-19:2007

Fire detection and alarm systems -- Part 19: Design, installation, commissioning and service of sound systems for emergency purposes

ISO 7240-20:2010

Fire detection and alarm systems -- Part 20: Aspirating smoke detectors

ISO 7240-21:2005

Fire detection and alarm systems -- Part 21: Routing equipment

ISO 7240-22:2007

Fire detection and alarm systems -- Part 22: Smoke-detection equipment for ducts

ISO 7240-24:2010

Fire detection and fire alarm systems -- Part 24: Sound-system loudspeakers

ISO 7240-25:2010

Fire detection and fire alarm systems -- Part 25: Components using radio transmission paths

ISO 7240-27:2009

Fire detection and alarm systems -- Part 27: Point-type fire detectors using a scattered-light, transmitted-light or ionization smoke sensor, an electrochemical-cell carbon-monoxide sensor and a heat sensor

ISO 7240-28:2008

Fire detection and alarm systems -- Part 28: Fire protection control equipment

ISO 8201:1987

Acoustics -- Audible emergency evacuation signal

ISO 12239:2010

Smoke alarms using scattered light, transmitted light or ionization

Normas e Certificação na Comunidade Européia

A Comunidade Européia possui um organismo para estabelecimento das normas utilizadas pelos países membros, o CEN – Comité Européen de Normalisation (European Committee for Standardization).

Com a comunidade européia, o INMETRO possui contrato de cooperação desde 1998 (European Cooperation For Accreditation – EA). E a partir de 2001, foi assinado o acordo bilateral de reconhecimento mútuo (fonte: INMETRO).

Para os Sistemas de Detecção e Alarme de Incêndio, o CEN mantém as normas da série EN-54, (comitê CEN/TC 72) com várias partes, cada uma relacionada a um tema, conforme tabela a seguir:

EN 54-1:2011

Fire detection and fire alarm systems - Part 1: Introduction

EN 54-2:1997

Fire detection and fire alarm systems - Part 2: Control and indicating equipment

EN 54-2:1997/A1:2006

Fire detection and fire alarm systems - Part 2: Control and indicating equipment

EN 54-2:1997/AC:1999

Fire detection and fire alarm systems - Part 2: Control and indicating equipment

EN 54-3:2001

Fire detection and fire alarm systems - Part 3: Fire alarm devices - Sounders

EN 54-3:2001/A1:2002

Fire detection and fire alarm systems - Part 3: Fire alarm devices - Sounders

EN 54-3:2001/A2:2006

Fire detection and fire alarm systems - Part 3: Fire alarm devices - Sounders

EN 54-4:1997

Fire detection and fire alarm systems - Part 4: Power supply equipment

EN 54-4:1997/A1:2002

Fire detection and fire alarm systems - Part 4: Power supply equipment

EN 54-4:1997/A2:2006

Fire detection and fire alarm systems - Part 4: Power supply equipment

EN 54-4:1997/AC:1999

Fire detection and fire alarm systems - Part 4: Power supply equipment

EN 54-5:2000

Fire detection and fire alarm systems - Part 5: Heat detectors - Point detectors

EN 54-5:2000/A1:2002

Fire detection and fire alarm systems - Part 5: Heat detectors - Point detectors

EN 54-7:2000

Fire detection and fire alarm systems - Part 7: Smoke detectors - Point detectors using scattered light, transmitted light or ionization

EN 54-7:2000/A1:2002

Fire detection and fire alarm systems - Part 7: Smoke detectors - Point detectors using scattered light, transmitted light or ionization

EN 54-7:2000/A2:2006

Fire detection and fire alarm systems - Part 7: Smoke detectors - Point detectors using scattered light, transmitted light or ionization

EN 54-10:2002

Fire detection and fire alarm systems - Part 10: Flame detectors - Point detectors

EN 54-10:2002/A1:2005

Fire detection and fire alarm systems - Part 10: Flame detectors - Point detectors

EN 54-11:2001

Fire detection and fire alarm systems - Part 11: Manual call points

EN 54-11:2001/A1:2005

Fire detection and fire alarm systems - Part 11: Manual call points

EN 54-12:2002

Fire detection and fire alarm systems - Part 12: Smoke detectors - Line detectors using an optical light beam

EN 54-13:2005

Fire detection and fire alarm systems - Part 13: Compatibility assessment of system components

EN 54-16:2008

Fire detection and fire alarm systems - Part 16: Voice alarm control and indicating equipment

EN 54-17:2005

Fire detection and fire alarm systems - Part 17: Short-circuit isolators

EN 54-17:2005/AC:2007

Fire detection and fire alarm systems - Part 17: Short-circuit isolators

EN 54-18:2005

Fire detection and fire alarm systems - Part 18: Input/output devices

EN 54-18:2005/AC:2007

Fire detection and fire alarm systems - Part 18: Input/output devices

EN 54-20:2006

Fire detection and fire alarm systems - Part 20: Aspirating smoke detectors

EN 54-20:2006/AC:2008

Fire detection and fire alarm systems - Part 20: Aspirating smoke detectors

EN 54-21:2006

Fire detection and fire alarm systems - Part 21: Alarm transmission and fault warning routing equipment

EN 54-23:2010

Fire detection and fire alarm systems - Part 23: Fire alarm devices - Visual alarm devices

EN 54-24:2008

Fire detection and fire alarm systems - Part 24: Components of voice alarm systems - Loudspeakers

EN 54-25:2008

Fire detection and fire alarm systems - Part 25: Components using radio links

EN 54-25:2008/AC:2012

Fire detection and fire alarm systems - Part 25: Components using radio links

Cada país da Comunidade Européia, através de seu organismo nacional de metrologia, adota uma versão nacional das normas EN-54. Por exemplo: em Portugal, são as normas NP EN-54 (Norma Portuguesa EN-54).

Estabelecidas as normas, cada organismo nacional acredita os organismos certificadores e laboratórios de testes, os quais validarão os produtos da CE. Por exemplo: na Alemanha um laboratório acreditado para teste e emissão da certificação é a VdS.

Normas e Certificação nos Estados Unidos

A NFPA, National Fire Protection Association, é uma organização sem fins lucrativos dos Estados Unidos, com escritório em diversos países, cujo objetivo é estabelecer normas e padrões para prevenção contra incêndio.

Coordena e publica a elaboração de mais de 300 normas, além de possuir mais de 70.000 associados ao redor do mundo.

As normas elaboradas pela NFPA são a base para os testes de certificação de vários laboratórios, entre eles a FM Approvals, UL (Underwriters Laboratories), entre outros.

Para Sistemas de Alarme e Detecção de Incêndio, a norma base a ser considerada é a NFPA 72, que abrange a aplicação, instalação, localização, inspeção, desempenho, testes e manutenção de sistemas de alarme de incêndio, sistemas de alarme da estação de supervisão, sistemas públicos de informação de alarmes, equipamentos de alarme de incêndio e de comunicação de emergência e seus componentes.


0 visualização

PRODUTOS

VENDAS

INFO

TELEFONES

Principal: +55 (14) 3213-1100
Fone: (14) 3232-8646
Fax:   (14) 3232-7983

Cel:   (14) 99694-5211

Horários de atendimento:
Seg. à Qui. das 7:30 às 12:00
e das 13:00 as 17:30 Hs.

Sexta das 7:30 às 12:00
e das 13:00 as 16:30 Hs.

  • Facebook - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

Copyright © 2018 Ilumac. Todos os direitos reservados